(11) 3024-3100

Plano de Intervenção para Mudança de Uso

Nome do Cliente: Confidencial

Realizado em: 2013

Foram desenvolvidos trabalhos  para a área uma indústria de produtos domésticos, localizada na cidade de São Paulo e  teve por objetivo a elaboração de um  Plano de Intervenção com base na avaliação de risco a saúde humana, a fim de permitir a utilização segura da área em questão, quanto aos potenciais riscos à saúde humana, associados à contaminação por organoclorados em fase dissolvida e fase vapor, evitando a potencial exposição dos receptores ao meio contaminado, visando à mudança de uso de área industrial para área residencial.

A área da antiga indústria com aproximadamente 24.000 m2, atualmente desativada, atuava na montagem e estocagem de aparelhos elétricos para uso doméstico e pessoal. Atualmente pertence a um grupo do ramo imobiliário que futuramente construíra um condomínio residencial no local.

Desta forma, a fim de obter a liberação da área para inicio das obras e futura liberação para reutilização da área de interesse, foram propostas as seguintes medidas de intervenção:

a) medida de remediação: redução química In Situ com a utilização de EHC®, visando à redução da contaminação por fase dissolvida a níveis aceitáveis e tecnicamente defensáveis;

b) medidas de controle de engenharia: eliminar a fase vapor, que por meio do mecanismo de intrusão de vapor chega à região interna das edificações.

Tal controle é realizado por meio de sistema de bombeamento que controle a diferença de pressão entre o solo e o ar ambiente do interior da edificação, não permitindo o fluxo do solo para o interior do prédio e a extração controlada para tratamento do ar do solo;

c) medidas de controle institucional: eliminar o contato direto dos potenciais receptores com as fontes de contaminação por meio de restrições de uso, ocupação e utilização dos recursos do meio físico local

d) ações de monitoramento: acompanhamento periódico da qualidade do meio físico (solo e água subterrânea) que auxiliam nas tomadas de decisão quanto ao gerenciamento ambiental.

Sendo assim, com base na apresentação dos resultados aos órgãos responsáveis referentes às medidas de intervenção já em andamento, os quais vêm resultados positivos quanto ao objetivo proposto e são suficientes para garantir utilização segura da área quanto as potenciais situações de risco, uma vez que o plano de intervenção prevê ações que eliminam a situação de risco para cada etapa de utilização da área, considerando todos os receptores possíveis, desde a implementação do estande de vendas (trabalhadores comerciais) e construção do edifício (trabalhadores em obras) até a habitação (residentes), foi concedido a atual proprietário da área a liberação para inicio das obras.

Veja também

Solicite uma proposta