(11) 3024-3100

Intrusão de Vapores

Um risco eminente que pode ser controlado

Determinados compostos químicos chamados de imateriais, que se encontram de forma subterrânea no solo e na água contaminados, podem lançar alguns vapores. Estes têm potencial de migrar através do subsolo e, por meio das rachaduras e desníveis encontrados nas fundações, acertam em cheio os ambientes internos. Dessa forma, mudam a qualidade do ar daquele lugar. A esse processo chamamos de intrusão de vapores.

Como forma de amenizar tais efeitos, a Tecnohidro realiza diversos tipos de serviços sobre esse assunto. A equipe conta com especialistas ambientais capacitados para realizar projetos envolvendo todas as etapas no que se refere a gerenciar áreas ambientais contaminadas. O reflexo disso está no planejamento e nas estratégias feitas exclusivamente para reparar esses danos.

O primeiro passo é investigar o local para descobrir e prever a exposição de vapores e gases como, por exemplo, o metano. A partir disso, são identificadas as presenças ou não desses poluentes, derivados da mineralização de matéria orgânica ou da contaminação que ocorre de diversas formas. Por conseguinte, é feito um diagnóstico apurado a fim de fiscalizar os gases e vapores localizados no local acima do nível da água, também chamada de região não saturada.

Dependendo da quantidade de vapor que se acumula no interior desses ambientes, há riscos de explosão, muito embora o que se observa são pequenas concentrações de gases químicos. Isso, devido a um longo tempo de exposição, causaria danos à saúde de quem estivesse exposto, bem como alguns efeitos crônicos. Logo, esses estudos referentes à investigação ambiental são essenciais uma vez que, definidas quais as metas de estudo, a próxima etapa é realizar a pesquisa de campo.

Através de testes piloto, deverão ser colocados em prática os objetivos traçados sobre o tratamento dessas áreas afetadas para se chegar a uma conclusão. No momento em que se entende a relevância deste projeto, foca-se na análise dos riscos eminentes à saúde das pessoas associados aos locais com verdadeiro potencial de contaminação.

Por fim serão feitos, de forma diária, todo o tratamento e o armazenamento das informações coletadas para definir a frequência com que esses dados serão monitorados. Com isso, além de possibilitar o acesso pela internet, contribui, ainda, para que o órgão ambiental tenha mais facilidade em ver e avaliar a eficiência desse sistema.

Veja também

Solicite uma proposta